Jesus Nazareno Pregado na cruz Coberto de sangue seu rosto ficou Seu rosto cetrino Qual anjo divino Coroa de espinho O povo lhe deu. Eloi, Eloi Lama Sabactani Clamava ao pai O divino Jesus O bom redentor De novo clamou Sem forças porém O